Buscar
  • blanco

Beira

O mar nunca para, dias completamente sem ondas não existem, o mar sempre tem um movimento. Marés, correntes, qualquer pequeno agito, é água em movimento. E esse fluxo, que podemos até chamar de eterno, sempre traz belezas escondidas.


Ondas na beira, o movimento da água encobrindo a areia. Essas nunca são iguais, e devido ao impacto repentino que normalmente sofrem, criam formas e caminhos bem diferentes das ondas “normais”. Eu sei, são insurfáveis em sua quase maioria, mas não deixam de ser ondas por isso. São do fluxo do mar, o fluxo do mar.


Ondas de beira são mais complicadas, imprevisíveis e furiosas. Proporcionalmente elas se chocam com mais força, de uma modo único, demostrando certa contrariedade pelo repentino encontro com a areia. Acabou o mar, é o fim da onda, sua energia acaba. Mas o mar, como superfície de propagação, não se queixa muito da morte das ondas, ele nem percebe, continua inteiro, quebrando sem parar. Mistura de cores, tons e texturas, como é bom explorar.







104 visualizações
  • Black Instagram Icon
0